tipografia

pianíssimo

A tipografia Pianíssimo foi planejada para ser leve, discreta e de alta legibilidade em textos longos. Possui como características principais as serifas suavemente arredondadas e assimétricas, o médio contraste entre as hastes, os remates em forma de gota e o eixo humanista suave. 

 

A fonte foi desenvolvida desde o processo de caligrafia manual até a vetorização das letras.
Foram criadas as versões regular e bold, os números, acentuação e sinais de pontuação.

2018

Projeto acadêmico

Individual

Áreas trabalhadas:

Design de fontes

Design gráfico

Caligrafia

ESTUDOS DE CALIGRAFIA 

A primeira etapa da criação da fonte foi a realização de diversos exercícios de caligrafia manual, utilizando pena e nanquim. Com isso, foi possível aprender os aspectos básicos de formato da letra e anatomia dos caracteres, além de desenvolver o espaçamento e a constância entre as palavras.

DESENHO DA LETRA

A segunda etapa foi partir da caligrafia para o desenho básico da letra em papel vegetal, definindo assim as suas características principais, como pesos, eixo, remates e serifas. Decidi utilizar remates em formato de gota, serifas arredondadas e um eixo humanista suave.

VETORIZAÇÃO

Por fim, vetorizei o alfabeto no software FontLab, criando também acentuação, pontuação e números. Neste processo foram realizados muitos refinamentos nas formas dos caracteres, além da definição de um espaçamento adequado para que a fonte tivesse uma boa legibilidade em textos corridos.

Pianíssimo

Times New Roman

Helvetica

Didot

Pianíssimo em texto corrido

 

Não expressar tudo que se pensa; ouvir a todos mas falar com poucos; ser amistoso mas nunca ser vulgar; valorizar amigos testados mas não oferecer amizade a cada um que aparecer na sua frente; evitar qualquer briga, mas se for obrigado a entrar numa, que seus inimigos o temam; usar roupas de acordo com a sua renda sem nunca ser extravagante; não emprestar dinheiro a amigos para não perder amigos e dinheiro; e por fim ser fiel a ti mesmo e jamais serás falso com ninguém! 

Hamlet é certamente a mais bem-sucedida história de vingança levada aos palcos. Ela, desde o início, coloca o público ao lado do jovem príncipe porque o ato da vingança, que Francis Bacon definiu como uma forma selvagem de fazer justiça, sempre seduziu o a todos. Hamlet sente-se pois um reparador de uma injustiça, um homem com uma missão. A ela irá dedicar todos os momentos da sua vida, mesmo que tenha que sacrificar seu amor por Ofélia.

Hamlet é certamente a mais bem-sucedida história de vingança levada aos palcos. Ela, desde o início, coloca o público ao lado do jovem príncipe porque o ato da vingança, que Francis Bacon definiu como uma forma selvagem de fazer justiça, sempre seduziu a todos. Hamlet sente-se pois um reparador de uma injustiça, um homem com uma missão.

 

A ela irá dedicar todos os momentos da sua vida, mesmo que tenha que sacrificar seu amor por Ofélia e ainda ter que tirar a vida de outras pessoas. Talvez seja essa obsessão, essa monomania que toma conta dele desde as primeiras cenas do primeiro ato, que eletrize os espectadores e faça com que eles literalmente bebam todas as palavras do príncipe vingador. Talvez seja essa obsessão, essa monomania que toma conta dele desde as primeiras cenas do primeiro ato, que eletrize os espectadores e faça com que eles bebam suas palavras.

veja mais projetos aqui